Você sofre com autonegligência?

A autonegligência é quando você tem condições de oferecer algo para si mesmo, mas se recusa ou não vê sentido em oferecer. Com isso, a saúde física, psíquica e emocional fica vulnerável a sofrer com desmotivação, ansiedade, estresse, cansaço, desânimo e, até mesmo, questões mais sérias de saúde podem ser desencadeadas pela displicência em relação às nossas próprias necessidades.

Momentos difíceis e fases atribuladas são comuns à experiência humana. No entanto, quando esses períodos deixam de ser exceções e acabam tomando conta do nosso dia a dia, vale a pena parar por um segundo e se questionar: “Até que ponto tenho permitido que a autonegligência prejudique minha qualidade de vida? ”.

autocuidado, assim como a falta dele, é um hábito que se cria a partir da prática cotidiana. Pequenas atitudes podem fazer grande diferença no seu dia a dia: basta abrir mão de alguns padrões de comportamento que, ainda que sejam nocivos à nossa saúde, fazem parte de um pacote de ações que realizamos no “controle automático”. Sim, o autocuidado exige algum esforço. Mas os resultados valem a pena.

Hábitos de autocuidado para adotar no dia a dia

Simplifique a sua agenda: Pergunte a si mesmo quais atividades, relações ou tarefas realmente precisam estar no topo da sua lista e reorganize suas próximas semanas com base nisso. Abra espaço em sua agenda para o que de fato é necessário, essencial e valioso em sua vida.

Energize seu corpo: A prática de atividades físicas é responsável pela produção dos “hormônios da felicidade” e ajuda a manter o humor em alta e o corpo saudável. Se você não gosta destas atividades, experimente brincar com seus filhos ou com seu animal de estimação ao ar livre.

Desconecte-se: Passar um tempo longe dos ambientes digitais ajudará você a se desligar um pouco dos problemas do mundo e se reconectar a quem você é de verdade.

Respeite sua rotina de sono: Os distúrbios do sono são um dos grandes problemas da vida moderna. A insônia, por exemplo, pode afetar a saúde mental e reduzir muito a qualidade de vida de uma pessoa. Se estiver muito difícil, ouça músicas para dormir ou tome um chá de camomila.

Não faça nada: Reserve um tempo para não fazer nada! Encontre um lugar tranquilo e simplesmente aproveite sua própria companhia. Deixe os pensamentos fluírem.

A autonegligência não é uma questão individual, ela é social e estrutural. Estamos vivendo numa sociedade que valoriza o excesso de trabalho e trata o lazer e descanso como “perda de tempo”. Abrace o autocuidado, caso identifique que está na hora de rever alguns conceitos, nós podemos ajudar.

 —————————

Sua opinião é muito bem-vinda! Comente, se expresse, esse espaço é seu 😉

Por favor, verifique os termos antes de realizar seu comentário:

  • Os comentários do blog são moderados.
  • Só publique comentários relacionados ao conteúdo do artigo.
  • Comentários anônimos não serão publicados.
  • Não coloque links de artigos de seu blog nos comentários.
  • Deseja nos contatar? Acesse o formulário de contato aqui.
  • Os comentários não refletem a opinião do autor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *