É tempo de se solidarizar... é Natal!

Natal: sentido e significado

As comemorações de Natal estão ligadas ao nascimento do menino Jesus na cidade de Belém, região da Palestina. O acontecimento é comemorado pelos cristãos em todo o mundo, pois marca a chegada do “Salvador da Humanidade” que liberta a todos da escravidão do egoísmo e do pecado, enfatizando a importância da solidariedade entre as pessoas.

Conforme os relatos bíblicos, os judeus eram convocados pelas autoridades romanas a participarem de recenseamento da população. Cientes disso, Maria e José tiveram que se deslocar até os locais indicados. Apesar de Maria estar grávida, não encontrou lugar nas hospedarias. A solução foi buscar abrigo em uma manjedoura, de modo que o bebê veio ao mundo aquecido por palhas e pelos animais que ali estavam.  

Segundo o cristianismo, a cena do nascimento de Jesus Cristo foi retratada pela primeira vez no presépio natalino montado por São Francisco de Assis em 1223, na Itália. A arte se tornou célebre e foi espalhada por todas as partes, enfatizando os gestos grandiosos de simplicidade e humildade manifestados no Natal.

Novos símbolos

O querido Papai Noel, também conhecido como São Nicolau de Mira, surgiu no século IV e ficou famoso por distribuir presentes às crianças pobres e exercer a caridade com idosos e doentes necessitados, razões pelas quais incorporaram o “Bom Velhinho” às comemorações natalinas.

Aos poucos, outros elementos foram agregados à festividade como a decoração de ambientes com guirlandas, ornamentos, luzes, árvore de Natal, amigo-secreto, sem abandonar a tradicional ceia entre familiares e amigos, o que permite de expressar fraternidade e bem-querer.

Ações sociais

Entidades filantrópicas aproveitam o período do Natal para reforçar ações de benfeitoria como a arrecadação de alimentos, brinquedos, vestuários e outros. Também há quem se organize em grupos para promover ações de inclusão social a moradores de rua e pessoas em situação de vulnerabilidade social com distribuição de comida, peças de roupas e itens de higiene pessoal.

Igrejas, associações e movimentos sociais realizam uma série de eventos, celebrações, musicais, encenações e outras atividades artísticas e culturais motivadas pelas festividades natalinas, fim de arrecadar cestas básicas e outros materiais que são entregues às famílias carentes das proximidades.

Atitude

Considerando os exemplos históricos e as tradições seculares, o Natal nos permite expressar os mais respeitáveis gestos de solidariedade entre as pessoas independentemente de credos, etnias ou culturas. Fazer o bem reforça a vocação humana de respeito, carinho e superação de adversidades.

No meio corporativo, as empresas buscam agregar valor aos serviços e produtos por meio de ações afirmativas. Da mesma forma, qualquer cidadão pode expressar mais “humanidade” ao enxergar o reflexo de si próprio no próximo que se encontra desprovido de recursos, abandonado pelas ruas ou na solidão de asilos, orfanatos e até mesmo em casa. Também há pessoas carentes de uma palavra amiga no glamour de escritórios, prédios ou em meio ao barulho das máquinas no chão de fábrica.

Seja como for, a prioridade deste momento é celebrar a data de coração e olhos abertos a quem está ao nosso lado e notar os que precisam de algo, por menor que seja a necessidade. Afinal, o nascimento de Jesus pode ser comemorado todo dia! Por isso, é possível expressar fraternidade de diversas formas, como desejar hoje um Feliz Natal!

 —————————

Sua opinião é muito bem-vinda! Comente, se expresse, esse espaço é seu 😉

Por favor, verifique os termos antes de realizar seu comentário:

  • Os comentários do blog são moderados.
  • Só publique comentários relacionados ao conteúdo do artigo.
  • Comentários anônimos não serão publicados.
  • Não coloque links de artigos de seu blog nos comentários.
  • Deseja nos contatar? Acesse o formulário de contato aqui.
  • Os comentários não refletem a opinião do autor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *